CELESTE BRAGA

CELESTE BRAGA nasceu em Juiz de Fora, MG num dia 5 de Julho. Filha de Augusto da Silva Braga e de Presciliana Braga, professora, poetisa, trovadora, desenhista e musicista. Faleceu em 17 de agosto de 1961, no Rio de Janeiro.

Mãe! Teu nome pequenino
quanta beleza contém!
Poema de amor divino,
que os anjos cantam no além! ...

Não maldigo o sofrimento,
vou levando a minha cruz,
sem desespero ou lamento
lembrando o olhar de Jesus.

Conserva no pensamento
esta frase pequenina:
Sê forte no sofrimento
e terás a luz divina.

Seguirei sempre contigo
na longa estrada a vencer,
em busca do suave abrigo
da ventura e bem-querer!

Pela estrada larga afora,
duas almas vão seguindo:
Uma – é a saudade que chora;
outra – a esperança sorrindo.

os anos rolando vão
e eu volto ao passado agora:
- a saudade vem e fica
e a esperança vai embora.

Vais, navio majestoso,
pelo mar azul sem fim...
Meu pensamento teimoso
navega também assim.

Vou deixar de fazer trova
pois briguei com minha musa:
que venha uma idéia nova,
que minha lira seduza.

CELESTE BRAGA