ARLINDO TADEU HAGEN

ARLINDO TADEU HAGEN nasceu em Juiz de Fora - MG, em 01 de agosto de 1964, filho de Arlindo Hagen e Isaura Pinto Hagen. Casado com Terezinha de Fátima Ferreira Hagen. Profissionalmente é Engenheiro Civil, formado pela UFJF e atua no ramo da construção civil.
Trovador atuante, pertence à União Brasileira de Trovadores, Seção de Juiz de Fora. Atualmente é o Presidente Estadual da UBT em MG e Vice-Presidente da UBT - Nacional.
Durante dez anos (de 1990 a 2000) presidiu a seção da UBT de Juiz de Fora.
Magnífico Trovador nos Jogos Florais de Nova Friburgo nos dois gêneros (lírico e/ou filosófico e humorístico tem centenas de troféus e medalhas obtidos em Concursos de Trovas e Jogos Florais por todo o Brasil. Possui também premiações em Poesias, Contos, Crônicas, Haicais e outros gêneros menos visitados.
Em 2015 e 2017 recebeu o Troféu Lilinha Fernandes, como trovador mais premiado em todo o Brasil.
Pertence à Academia Juizforana de Letras, sendo atualmente seu Vice-Presidente, cadeira nº 07 - Patrono Oscar da Gama, cujo ocupante anterior foi Célio Grunewald, seu tio e grande incentivador na Trova.
Pertence também à Academia Brasileira de Sonetistas, cadeira 17, patrono Vinícius de Morais. Tornou-se Magnífico Trovador nos Jogos Florais de Nova Friburgo, no âmbito "Lírico/Filosófico". ) É. também Notável Trovador nos Jogos Florais de Pouso Alegre. Um dos mais inspirados poetas/trovadores do Brasil.
TROVAS LÍRICAS, FILOSÓFICAS E AFINS

Garimpeiro, pelos vãos
dos teus dedos que envelhecem, (Niterói 1995)
muda a riqueza de mãos
para mãos que não merecem!...

Trata o amor com fantasia
para fazê-lo viver;
o amor que perde a magia
tem muito pouco a perder!...

Recordo o velho sobrado...
meus pais... a infância inocente...
e as essências do passado
vão perfumando o presente!...

Num constante caminhar,
a minha vida consiste
na procura de um lugar
que nem mesmo sei se existe!

Senti, no suave cheiro
que o vento me trouxe agora,
que o vento passou primeiro
pela rua onde ela mora!

Se alguns sofrem se sozinhos
e outros sofrem por amar,
dilema é ter dois caminhos
e nenhum para trilhar

Vens... não vens... e na incerteza
do dilema que me cansa,
a minha vida está presa
neste fio de esperança!

Eras corda enfraquecida...
e eu era uma corda só...
Fez-se o nó... e a mão da vida
jamais desfez este nó!

Eu te imploro, por favor,
não insistas neste adeus. (2º lugar em Nova Friburgo - 1984)
Se não for por meu amor,
fica pelo amor de Deus!

Respeita as dores e anseios
na igualdade que proclamas
e vê que os dramas alheios
são dos outros... mas são dramas!

Em dupla transformação,
a dois milagres assisto:
o trigo em forma de pão...
e o pão em forma de Cristo.

Por magia, o sonho lindo,
que me segue ao fim da estrada,
é um pombo alegre fugindo
de uma cartola surrada!

ALGUMAS HUMORÍSTICAS

Meu sogro cheio de medo,
tenta a peruca esconder
e o que ele guarda em segredo
"tô" careca de saber !

Diz o burro: - Não dá pé,
minha paquera travessa!
Não sei fazer cafuné
numa "mula sem cabeça"!!!

No forró, lá no escurinho,
ante tanta iniqüidade,
foi que meu primo Santinho
perdeu sua "santidade". .

Minha sogra é uma desgraça:
magricela e jururu;
a coroa é mais sem graça
que rodízio de chuchu!

- Casamento é mesmo o fim! (co-vencedora em Peruíbe - 1998)
diz ela, no seu enfado,
- Quem suspirava por mim
agora ronca ao meu lado!...

ARLINDO TADEU HAGEN