I Concurso de Pantun 2021 CTS/UBT seção Caicó/RN

1º CONCURSO DE PANTUN DO BRASIL 2020/2021
CTS/UBT SEÇÃO CAICÓ-RN 


RESULTADO NÍVEL NACIONAL

Fiel Depositário: Francisco Gabriel Ribeiro
Coordenador Final: Prof. Garcia

Julgadores:
Mara Melinni
Prof. Garcia
Rozani Garcia


1º LUGAR: LUIZ HÉLIO FRIEDRICH (Curitiba/PR)

PANTUN DO AMOR E PERDÃO


Não fale, não diga nada,
aperte mais minha mão,
faça a promessa quebrada
não precisar de perdão. 
(Amália Max/PR)


Aperte mais minha mão,
para que eu possa sentir,
não precisar de perdão
e nosso amor ressurgir.


Para que eu possa sentir
nascendo nova paixão
e nosso amor ressurgir...,
...abra-me o seu coração!


Nascendo nova paixão
assim, também eu renasço;
abra-me o seu coração,
envolva-me em grande abraço!


Assim, também eu renasço;

e peço, a voz embargada:
-Envolva-me em grande abraço,
não fale, não diga nada!


2º LUGAR: DULCÍDIO DE BARROS MOREIRA SOBRINHO (Juiz de Fora/MG)
PANTUN DO PRISIONEIRO


Não fale, não diga nada,
aperte mais minha mão,
faça a promessa quebrada
não precisar de perdão.
(Amália Max/PR)


Aperte mais minha mão,
vou lhe dizer, sem rancor,
não precisar de perdão
por roubar o meu amor.


Vou lhe dizer, sem rancor,
com afeto verdadeiro,
por roubar o meu amor,
você me fez prisioneiro.


Com afeto verdadeiro,
iluminando os meus passos,
você me fez prisioneiro
no aconchego dos seus braços.


Iluminando os meus passos,
nesta prisão encantada
no aconchego dos seus braços,
não fale, não diga nada.


3º LUGAR: LUCRECIA WELTER RIBEIRO (Toledo/PR)

PANTUN DA ACOLHIDA


Não fale, não diga nada,
aperte mais minha mão,
faça a promessa quebrada
não precisar de perdão.
(Amália Max-PR)

Aperte mais minha mão,
enquanto o silêncio fala.
Não precisar de perdão
é acolher a quem resvala.

Enquanto o silêncio fala,
renovemos a promessa!
É acolher a quem resvala
que faz o amor não ter pressa.

Renovemos a promessa
sentindo o aperto de mão
que faz o amor não ter pressa
ao pulsar do coração!

Sentindo o aperto de mão
e a promessa renovada,
ao pulsar do coração,
não fale, não diga nada!


4º LUGAR: LILIA MARIA MACHADO SOUZA (Curitiba/PR)

PANTUN DA VOZ DO VENTO


Não fale, não diga nada,
aperte mais minha mão,
faça a promessa quebrada
não precisar de perdão.
(Amália Max/PR)


Aperte mais minha mão,
o amor outra chance implora.
Não precisar de perdão
aponta-nos nova aurora.


O amor outra chance implora,
não desperdice o momento.
Aponta-nos nova aurora,
a voz que se ouve no vento.


Não desperdice o momento,
a sua mão eu aceito.
A voz que se ouve no vento
ecoa a voz em meu peito.


A sua mão eu aceito.
A palavra inconfessada
ecoa a voz em meu peito.
Não fale, não diga nada.


5º LUGAR: VANDA FAGUNDES QUEIROZ (Curitiba/PR)

PANTUM DA VOZ NO GESTO


Não fale, não diga nada,
aperte mais minha mão,
faça a promessa quebrada
não precisar de perdão.
 (Amália Max/PR)


Aperte mais minha mão,
para a falta cometida
não precisar de perdão,
que errar faz parte da vida.

Para a falta cometida,
vale a pena compreender
que errar faz parte da vida...
Perdoe, sem nada dizer.

Vale a pena compreender:
Silêncio é voz eloquente!
Perdoe, sem nada dizer,
é um gesto suficiente.

Silêncio é voz eloquente!
Minha mão sendo apertada
é um gesto suficiente...
Não fale, não diga nada!


6º LUGAR: CÉSAR AUGUSTO RIBAS SOVINSKI (Curitiba/PR)

PANTUN DO PERDÃO

Não fale, não diga nada,
aperte mais minha mão,  
faça a promessa quebrada
não precisar de perdão.   
(Amália Max/PR)

Aperte mais minha mão,
enxugue a face molhada.
Não precisar de perdão
já é página virada.

Enxugue a face molhada,
entre, a casa está tão fria.
Já é página virada
a promessa feita um dia.

Entre, a casa está tão fria,
venha aquecer nosso lar.
A promessa feita um dia
não vale a pena lembrar.

Venha aquecer nosso lar.
Tola promessa jurada
não vale a pena lembrar.
Não fale, não diga nada.


7º LUGAR: ARLINDO TADEU HAGEN (Juiz de Fora/MG)

PANTUN DA GRATIDÃO

Não fale, não diga nada, 
aperte mais minha mão, 
faça a promessa quebrada 
não precisar de perdão. 
(Amália Max/PR)


Aperte mais minha mão, 
com ternura e suavidade. 
Não precisar de perdão 
é quase felicidade.


Com ternura e suavidade, 
sigamos juntos, querida;
é quase felicidade 
ter um amor nesta vida.


Sigamos juntos, querida, 
vivendo o que há pela frente. 
Ter um amor nesta vida 
bendiz a vida da gente.


Vivendo o que há pela frente, 
uma prece sussurrada 
bendiz a vida da gente:
não fale, não diga nada!


8º LUGAR: JERSON LIMA DE BRITO (Porto Velho/RO)
PANTUN DA CUMPLICIDADE

Não fale, não diga nada,
aperte mais minha mão,
faça a promessa quebrada
não precisar de perdão.
(Amália Max/PR)


Aperte mais minha mão
quando um erro sem valor
não precisar de perdão
neste lar cheio de amor.


Quando um erro sem valor
encontra a luz da brandura,
neste lar cheio de amor
nenhuma crise perdura.


Encontra a luz da brandura
seu olhar, na turbulência;
nenhuma crise perdura
perante o dom da indulgência.


Seu olhar, na turbulência,
recebe missão sagrada:
perante o dom da indulgência,
não fale, não diga nada!


9º LUGAR: EDY SOARES (Vila Velha/ES)

PANTUN DO REGRESSO


Não fale, não diga nada,
aperte mais minha mão,
faça a promessa quebrada
não precisar de perdão.
(Amália Max/PR)

Aperte mais minha mão;
perceba em nossa ansiedade,
não precisar de perdão,
quem deixou tanta saudade.

Perceba em nossa ansiedade:
A partida é sempre ingrata…
Quem deixou tanta saudade,
 por amor, não se maltrata!

A partida é sempre ingrata…
Nunca mais me diga adeus.
Por amor, não se maltrata…
Cole os seus lábios nos meus!

Nunca mais me diga adeus,
tire essa roupa molhada,
cole os seus lábios nos meus…
Não fale, não diga nada!


10º LUGAR: ALBA HELENA CORRÊA (Niterói/RJ)

PANTUN DO CORAÇÃO CULPADO...

Não fale, não diga nada,
aperte mais minha mão,
faça a promessa quebrada
não precisar de perdão.
(Amália Max/PR)


Aperte mais minha mão,
e sentirá, de repente,
não precisar de perdão
por um erro tão frequente...


E sentirá, de repente, 
quando o amor foge à razão, 
por um erro tão frequente,
o culpado é o coração.


Quando o amor foge à razão, 
o deslize é preterido,
o culpado é o coração. 
Venha, em silêncio, querido!


O deslize é preterido:
sinto minha alma lavada.
Venha, em silêncio, querido:
Não fale, não diga nada!


11º LUGAR: MÁRCIA JABER (Juiz de Fora/MG)

PANTUN DA RECONCILIAÇÃO


Não fale, não diga nada,
aperte mais minha mão,
faça a promessa quebrada
não precisar de perdão.
(Amália Max/PR)


Aperte mais minha mão,
para essa mágoa pungente
não precisar de perdão,
ir-se embora, simplesmente.


Para essa mágoa pungente,
a dominar-me, sem dó,
ir-se embora simplesmente,
basta uma palavra só.


A dominar-me, sem dó,
toda essa angústia da ausência...
Basta uma palavra só,
qual um beijo em sua essência.


Toda essa angústia da ausência,
pela paixão, avivada
qual um beijo em sua essência...
Não fale, não diga nada.


12º LUGAR: SILVANIA MARIA COSTA (Campo Mourão/PR)

PANTUN DO SILÊNCIO


Não fale, não diga nada, 
aperte mais minha mão, 
faça a promessa quebrada 
não precisar de perdão. 
(Amália Max/PR)


Aperte mais minha mão, 
no momento de partir. 
Não precisar de perdão, 
ajudará prosseguir. 

No momento de partir, 
não se detenha por mim. 
Ajudará prosseguir, 
não ver que choro no fim.


Não se detenha por mim, 
palavras não são seu forte. 
Não ver que choro no fim, 
suponho que seja sorte. 

Palavras não são seu forte, 
deixe-me, silente, a estrada. 
Suponho que seja sorte, 
não fale, não diga nada.


13º LUGAR: LÓLA PRATA (Bragança Paulista/SP)

PANTUN DAS PAZES


Não fale, não diga nada,
aperte mais minha mão,
faça a promessa quebrada
não precisar de perdão.
(Amália Max/PR)


Aperte mais minha mão,
me abrace forte, lhe digo,
não precisar de perdão
quem é meu mais doce abrigo.


Me abrace forte, lhe digo,
evite que tudo acabe.
Quem é meu mais doce abrigo,
vai impedir que eu desabe.


Evite que tudo acabe
por promessa descumprida;
vai impedir que eu desabe, 
grande amor da minha vida!


Por promessa descumprida,
não paremos a jornada,
grande amor da minha vida! 
Não fale, não diga nada!


14º LUGAR: MALU BONTORIN (Curitiba/PR)

PANTUM DO BEIJO SELADO

Não fale, não diga nada,
aperte mais minha mão,
faça a promessa quebrada
não precisar de perdão.
(Amália Max-PR)


Aperte mais minha mão
e, mesmo sem seu amor,
não precisar de perdão: 
- Preciso de seu calor!


E, mesmo sem seu amor,
venha do ato de bondade,
preciso de seu calor:
-Deite, sinta-se à vontade.


Venha do ato de bondade,
o bem, sempre é revelado...
Deite, sinta-se à vontade,
será um beijo selado...


O bem sempre é revelado,
com ou sem hora marcada;
será um beijo selado,
não fale...não diga nada.


15º LUGAR: EDWEINE LOUREIRO DA SILVA (Japão)

PANTUN DA PROMESSA QUEBRADA

Não fale, não diga nada,
aperte mais minha mão,
faça a promessa quebrada
não precisar de perdão.
(Amália Max-PR)

Aperte mais minha mão,
para a nossa despedida
não precisar de perdão
em nova curva da vida.

Para a nossa despedida
ser uma boa lembrança,
em nova curva da vida
mantenhamos a esperança.


Ser uma boa lembrança
também se torna alegria:
mantenhamos a esperança
no entardecer deste dia.

Também se torna alegria
a despedida calada.
No entardecer deste dia,
não fale, não diga nada.


1º CONCURSO DE PANTUN DO BRASIL 2020-2021
CTS / UBT SEÇÃO CAICÓ-RN
RESULTADO - NÍVEL ESTADUAL


Fiel Depositário: Jerson Lima de Brito
Coordenador Final: Prof. Garcia

Julgadores:
Arlindo Tadeu Hagen
Cézar Augusto Defilippo
Lília Souza

1º Lugar – Mara Melinni – Caicó/RN


PANTUN DO SONHO ACORDADO

Irmão, não fiques tristonho
se a estrada é longa e sofrida
porque a beleza de um sonho
vale a espera de uma vida!
(José Lucas de Barros-RN)


Se a estrada é longa e sofrida,
ante o espinho, olha entre as flores;
vale a espera de uma vida
levar teu sonho, onde fores.


Ante o espinho, olha entre as flores,
é alegre e triste a jornada...
Levar teu sonho, onde fores,
é o sonho da caminhada.


É alegre e triste a jornada...
Se acaso a espera te cansa,
é o sonho da caminhada,
sonhar junto com a esperança.


Se acaso a espera te cansa,
mesmo assim, deixa teu sonho
sonhar junto com a esperança...
Irmão, não fiques tristonho!

2º Lugar – Professor Garcia – Caicó/RN


PANTUN DO SONHO DISTANTE

Trova Tema:

Irmão, não fiques tristonho
se a estrada é longa e sofrida,
porque a beleza de um sonho
vale a espera de uma vida!
(José Lucas de Barros)


Se a estrada é longa e sofrida,
seja a distância que for,
vale a espera de uma vida
por um romance de amor.


Seja a distância que for,
não desprezes tua amada,
por um romance de amor
vale qualquer caminhada.


Não desprezes tua amada,
não abandones teu bem,
vale qualquer caminhada
se ele é teu, de mais ninguém.


Não abandones teu bem,
por mais que dure o teu sonho;
se ele é teu, de mais ninguém,
irmão, não fiques tristonho!


3º Lugar – Ieda Lima – Caicó/RN

PANTUN DO ENCORAJAMENTO


Irmão, não fiques tristonho
se a estrada é longa e sofrida,
porque a beleza de um sonho
vale a espera de uma vida!
(José Lucas de Barros/RN)


Se a estrada é longa e sofrida,
semelhante ao vento a esmo...
Vale a espera de uma vida,
não desistir de si mesmo.


Semelhante ao vento a esmo...
Somos dois semeadores!
Não desistir de si mesmo
é o lema dos sonhadores.


Somos dois semeadores
cultivando amor fecundo;
é o lema dos sonhadores
devolver a paz ao mundo.


Cultivando amor fecundo
pelo exemplo, me proponho
devolver a paz ao mundo...
Irmão, não fiques tristonho!


4º Lugar – Plácido Ferreira do Amaral Júnior – Caicó/RN

PANTUN DO SONHADOR


Irmão, não fiques tristonho
se a estrada é longa e sofrida,
porque a beleza de um sonho
vale a espera de uma vida!

(José Lucas de Barros/RN)


Se a estrada é longa e sofrida,
mesmo extensa a caminhada,
vale a espera de uma vida

indo com fé na jornada.


Mesmo extensa a caminhada
não sejas nunca um medroso,
indo com fé na jornada,

além de ser cauteloso.


Não sejas nunca um medroso
apesar de sonhador,
além de ser cauteloso

e tendo ao lado o temor.


Apesar de sonhador
sem um semblante risonho
e tendo ao lado o temor,
irmão, não fiques tristonho.


5º Lugar – Fabiano de Cristo Magalhães Wanderley – Natal/RN

PANTUM DE UM SONHO ENCANTADOR


Irmão, não fiques tristonho,
se a estrada, é longa e sofrida
porque a beleza de um sonho,
vale a espera de uma vida.
(José Lucas de Barros)


Se a estrada, é longa e sofrida,
não temas, suplício teu,
vale a espera de uma vida,
se o teu sonho, te envolveu.


Não temas, suplício teu,
se com fé, superas tudo,
se o teu sonho, te envolveu,
há o aguardo, sobretudo.


Se com fé, superas tudo,

encontrarás, tirocínio.
Há o aguardo, sobretudo.
Do teu sonhar: O fascínio...


Encontrarás, tirocínio,

teu devaneio risonho,
do teu sonhar, o fascínio!
Irmão, não fiques tristonho.


6º Lugar – Rozanni Garcia – Caicó/RN

PANTUN DE UMA VIDA ESPERANÇOSA


Irmão, não fiques tristonho
se a estrada é longa e sofrida,
porque a beleza de um sonho
vale a espera de uma vida!
(José Lucas de Barros- RN)


Se a estrada é longa e sofrida,
não sucumbas ao cansaço.
Vale a espera de uma vida,
refazer-se a cada passo.


Não sucumbas ao cansaço,
há uma luz no fim do dia...
refazer-se a cada passo
é viver em harmonia.


Há uma luz no fim do dia,
te cobrindo feito um véu...
é viver em harmonia,
quando olhares para o céu.


Te cobrindo feito um véu,
neste dia tão risonho,
quando olhares para o céu,
irmão, não fiques tristonho.


7º Lugar – Marcos Antônio Campos – Natal/RN

PANTUM DO GIRAMUNDO

Irmão, não fiques tristonho
se a estrada é longa e sofrida,
porque a beleza de um sonho
vale a espera de uma vida.
(José Lucas de Barros)


Se a estrada é longa e sofrida,
pelos problemas da trilha,
vale a espera de uma vida
pelejar contra a bastilha.


Pelos problemas da trilha
fatigado e maltrapilho
pelejar contra a bastilha
tal qual guerreiro andarilho.


Fatigado e maltrapilho
por um longo tempo ausente
tal qual guerreiro andarilho
regressei sobrevivente.


Por um longo tempo ausente,
seduzido por um sonho,
regressei sobrevivente.
Irmão, não fiques tristonho.