VERA MARIA DE LIMA BASTOS

VERA MARIA DE LIMA BASTOS nasceu, viveu e morreu em Juiz de Fora. Filha de João de Campos Monteiro Bastos e Maria da Conceição Lima Bastos, veio ao mundo no dia 27 de fevereiro de 1934. Além de poetisa, era cantora e compositora. Partiu em 2006.

Nas ruas de minha vida,
quantas pedras eu saltei;
e a pequenina, escondida,
foi nela que tropecei!...

No circo da minha vida,
sob a lona da ilusão,
sou palhaço que convida
para a última sessão!

Meu mundo de fantasias
me faz viver mais feliz...
finjo ouvir todos os dias
o que você não me diz!

Teus olhos: "águas marinhas"; (Menção Honrosa em Rio Novo/MG - 1995)
teus lábios: "doce rubi".
Essas joias foram minhas
e não sei como as perdi!

HUMOR

Era tão gorda a donzela,
com tanta banha espalhada,
que o Anjo da Guarda dela
tinha cama separada...

VERA MARIA DE LIMA BASTOS