JOSÉ CARLOS DE LERY GUIMARÃES

JOSÉ CARLOS DE LERY GUIMARÃES nasceu em Juiz de Fora no dia 21 de janeiro de 1933, filho de Phintias Caiaffa Guimarães e Maria da Conceição de Lery Guimarães. Foi, além de advogado e professor da UFJF, um dos maiores nomes do jornalismo de Juiz de Fora. Foi também um nome muito forte no Teatro. Trovador primoroso. Falecido em maio de 1999.

No meu humilde viver
a solidão é tamanha
que só me falta perder
a sombra que me acompanha. (1º lugar Bandeirantes - 1965)

Não lamento quem me cansa
com tantas queixas que inventa (2º lugar Bandeirantes - 1980)
- lamento a desesperança
de quem nem mais se lamenta...

Relógio, legado antigo
que minhas horas recorda...
Quem lhe dará corda, amigo,
quando acabar minha corda?...

Veio a Paz-e o mundo,em prece,
pede uma flor que o redima:
é tarde,nada mais cresce,
na solidão de Hiroshima...

O mistério dos destinos
decifrar... ah, não te iludas!
Eram iguais dois meninos...
E um foi Cristo, outro foi Judas...

Leite em pó para o bebê,
contém tudo em forma pura:
Vitaminas A e D,
mas falta o melhor: Ternura!

Ternura, momento brando,
é sentimento impreciso,
qual um pêndulo oscilando
entre a lágrima e o sorriso...

Para ter com quem falar,
a velhinha sem ninguém
vai ao padre confessar
os pecados que não tem...

JOSÉ CARLOS DE LERY GUIMARÃES