HELOÍSA ZANCONATO

HELOÍSA ZANCONATO é fluminense, de Resende, mas residente em Juiz de Fora-MG desde os seus treze anos. Heloísa pertence à UBT de Juiz de Fora. É Escritora, Poetisa Clássica e Trovadora, tendo conquistado várias premiações no Brasil e em Portugal. Três vezes vencedora do "Troféu Lilinha Fernandes", que laureia o trovador mais premiado no Brasil no decorrer do ano.
----------------------------------------------------
01
Parece que um anjo arruma,
no céu, a luz das estrelas:
de dia, apaga uma a uma...
E à noite, torna a acendê-las!
02
Eu não sou Mago, nem Santo,
mas na magia do amor
hei de quebrar teu encanto;
fazer-te escrava... e, eu, Senhor!
03
Posso doar-te a ventura
na transfusão do que anseias,
pois, mais que sangue, é ternura
o que me corre nas veias!...
04
Mãe, teu sangue é abençoado,
pois Deus concedeu-te os meios
de doá-lo ao filho amado
na transfusão dos teus seios!
05
A ofensa mais dolorida,
que à humilhação se compara,
é quando a mão estendida
leva uma "porta na cara"!
06
É meio a meio, eu garanto,
a culpa de meus pecados,
pois só deixei de ser santo
quando aceitei seus agrados!
07
Seja cobrado... ou de graça,
num paradoxo profundo,
por melhor que algo se faça,
não se agrada a todo mundo!
08
A tristeza mais pungente...
aquela que ninguém vê,
é a que dói dentro da gente
e a gente sabe por quê!
09
A saudade me garante,
já que a tristeza persiste,
que eu devo, de agora em diante,
me acostumar a ser triste!
10
Ao ler o verso perfeito
que algum poeta escreveu, (Pouso Alegre 2003)
brota-me o ousado direito
de achar que a Musa fui eu!!
11
Porque a Suíça distante
veio às terras brasileiras,
no peito dessa imigrante
tremulam duas bandeiras!
12
- Como manter a esperança?...
Indago a Deus, de mãos postas.
E Ele, de andança... em andança,
vai me mostrando as respostas!
13
Segue a neta, em gesto terno,
com o avô pelas calçadas:
- É a Primavera... e o Inverno
passeando de mãos dadas!...
14
Porque, sempre, nas vitórias,
logrei o apoio de alguém,
eu reparto as minhas glórias
com meus amigos também!
15
Brota emoção com fartura
e o peito explode à vontade,
sempre que o amor se mistura
à essência de uma saudade!...
16
Considerando-se a essência
de quem não faz o que diz,
sua distinta aparência
é simplesmente "verniz".
17
No ardor com que me devora, (ME Niterói 1999)
esse amor, sinto, afinal,
que se foi delírio outrora...
hoje, é loucura total!!!...
18
Quando a mão de Deus descerra
o inverno que a neve traz,
esconde o verde da Terra,
mas dá-lhe o branco da paz!...
19
Nem sempre o beijo atrevido (11º lugar em Pouso Alegre - 1994)
é o que demonstra paixão...
Também há fogo escondido
num simples beijo na mão!
20
Dando, à solidão, guarida,
na amplidão de seus portais, (Pouso Alegre 2000)
as noites de minha vida
ficaram longas demais!!!
HUMORÍSTICAS
01
"Meu bem - indaga o marido - (1º lugar em Ribeirão Preto - 1994)
o que é brega...que eu não sei?"
-- É aquela saia, querido,
que me deste e eu nunca usei!
02
-- Sou um otário assumido...
(diz ao patrício o Salim)
para o meu "lado sabido"
tirar vantagens de mim!!!
03
Exercitando a bondade
em prol da desgraça alheia,
no "Baile da Caridade"
só dancei com mulher feia !
04
Sendo esquelético, feio,
ao cemitério não vai, (Nova Friburgo 1990)
pelo devido receio
de que se entra... não sai!
05
O ciumento: -- Não, senhora,
nada de roupa moderna!
Quer pôr barriga de fora?
Ponha a barriga da perna!
06
Ao ser preso lamentou
o português trambiqueiro:
- Em meu trambique faltou
o "jeitinho brasileiro"!...
07
Se ao romance eu me refiro,
a moçada de hoje em dia
me responde que suspiro
se encontra... em Confeitaria!
08
- Se um dia eu virar defunto,
vou ser na rede, enterrado.
- Que melhor caixão, pergunto,
pra quem viveu "pendurado"?...
09
No verão, em grande estilo,
o biquíni bem mostrava:
nas gordas sobrando "aquilo"
que nas magrelas faltava!
10
Verão pra gordo é tortura,
pois ao dobrar-se em si mesmo,
nas preguinhas da gordura
derrete que nem torresmo!

HELOÍSA ZANCONATO